« Home | Já Passou... » | Tem dias que o livro fecha as páginas e encerra a... » | E Alagoas quase chegou lá - parte II » | E Alagoas quase chegou lá - parte I » | quântica » | Gepeto, uma criança como outra qualquer » | The Worst Matrix Error Ever (ou Medo e Delírio no ... » | The Worst Matrix Error Ever (ou Como me Tornei Mes... » | Sex symbol, baby! » | Opinião: A Invasão dos Bárbaros Levianos »

Onze Mandamentos do Canastrão

- Deixe crescer uma barbicha sem-vergonha para poder coçar o queixo
- O cabelo também deve estar sempre comprido a fim de ocultar a calvície precoce no topo da testa
- Perca horas e horas juntando dinheiro para comprar cerveja e ter amigos
- Crie expectativa, mas nunca concretize a promessa. Algo como uma expectativa ad aeternum
- Utilize expressões que não pertençam ao linguajar coloquial ou formal do seu próprio idioma
- Conheça todos os lugares. Não importa onde seja, você já foi
- A regra acima também vale para as experiências de vida. Não importa o que seja, você já fez (embora seja aconselhável utilizar a sabedoria de Gil)
- Ouça a tudo e a todos como se entendesse a tudo e a todos
- Tenha sempre uma frase de efeito preparada
- Obtenha a quarta colocação geral no vestibular da faculdade, mas diga que passou em primeiro no período em que você estuda
- Filie-se a um blog de jornalismo gonzo e se exiba para o mundo com o codinome “Presidente”

Meu povo! Eu prometo...

Afinal, quem é "presidente"?

Postar um comentário