« Home | Mário, simplesmente...Mário. » | O futebol soviético do século XXI - parte III » | Apenas um devaneio... ---------------------- Ain... » | Sobre trânsito, buzinas e um pouco de insanidade » | O futebol soviético do século XXI - parte II » | E Por Falar em Anos 80... » | O futebol soviético do século XXI - parte I » | No Tempo em que Víamos Gigantes » | Me desculpem o moralismo... » | Anal Stories »

Opinião: A Invasão dos Bárbaros Levianos


A Internet comercial está fazendo 15 anos e começou com uma boa intenção: conectar o mundo inteiro de uma maneira simples e rápida. Porém, em pouco tempo, a juventude brasileira conseguiu transformar boas idéias na web em coisas para imbecis. Banalizaram o ciberespaço de tal forma que Pierre Lévy ficaria pasmo com tanta inutilidade.

Tudo começou com os blogs. A facilidade em criar um site e a possibilidade de atualizá-lo constantemente levou inúmeros adolescentes a criar a sua própria página, recheada de coisas de utilidade discutível. Os textos costumavam narrar as peripécias do dia-a-dia da meninada, repleto de erros gramaticais crassos. Os blogs só voltaram a ganhar algum respeito quando estes mesmos adolescentes migraram para os fotologs, novamente recheando-os com coisas de utilidade discutível.

Daí, surgiu o tal do Orkut. Ah, tantas possibilidades que este novo site trazia encantava aos olhos mais sensíveis. Mas o que era para ser uma rede de amigos virou uma rede de egos. Perfis com mais de mil contatos viraram rotina durante as minhas andanças pelo desprestigioso site. E, como se não bastasse isso, os jogos passaram a ser regra. Qualquer comunidade que se preze tem um jogo para animar o clima dos jovens pueris.

Mas a onda agora é usar o Yahoo! Respostas como novo meio de propagação de inutilidade. O que era para ser um novo meio de se obter conhecimentos obscuros, para variar, virou um bordel. Só para ter um gostinho de tamanha bobajada, saca essas:
E certamente os próximos da lista serão o YouTube e o Flickr. Se bem que a julgar por isso e por isso, a invasão é só uma questão de tempo.

Sempre tento entender os diversos "porques" de tamanha imbecilidade que povoa o imaginário dos nossos contemporâneos jovens bastardos. Penso o problema como um todo, tentando englobar pessoas de outros países e culturas, mas não adianta. Quando se trata de recordes vergonhosos, me parece que o Brasil é sempre campeão. Essa massa ignara de bobolóides-mimados-do-eixo-rio-são-paulo não dorme em serviço quando o assunto é fazer merda na internet. Certo estava aquele sujeito ao indagar-se: "mas, afinal, que merda é essa de invasão [parasitária] brasileira"?

Postar um comentário