« Home | Jala, Jala! » | Manchetes do Dia » | Juiz faz pacto com duendes e é afastado do cargo » | Não urine no chão! » | Obituário » | - Bem-vindo Nícolas a este blog! - Ora obrigado! ... » | Me desculpem os puritanos de plantão, mas isso aqu... » | Ingleses anunciam a volta dos Dinossauros » | Um Manifesto Tardio » | Para quem acha que o glorioso Youtube se alimenta ... »

Da série de coisas a serem odiadas

Detalhistas de piadas. Não tem coisa pior do que você contar uma piada e ter gente que pede detalhes, interrompendo e achando aquilo a coisa mais engraçada do mundo. Não sei vocês, mas eu, que sou mal-humorado, odeio ser interrompido por isso. Imagine:

-- Tem um português e um brasileiro...
-- Português de onde???
-- Ahn... De... De Aveiro. Bom, tem um português e um brasileiro em...
-- O brasileiro era de onde?
-- De Belo Horizonte. Posso?
-- Pode.
-- Bom... Tem um português e um brasileiro em um carro...
-- Que carro?
-- Um Escort.
-- XR3?
-- XR3, amarelo, daqueles conversíveis.
-- Ah tá. Continua.
-- Posso?
-- Pode.
-- Bom, tem um português e um brasileiro num carro indo pra praia...
-- A passeio ou a negócios?
-- CARALHO! ALGUÉM VAI PRA PRAIA A NEGÓCIOS?
-- Ah, vai saber né?

Enfim, não tem a menor graça, certo? Certo. Todos sabemos. Todos! Mesmo assim, ainda tem quem faça. E convenhamos; todos sabemos que as piadas que começam com "um português e um brasileiro foram para a praia de carro" são bem melhores dos que as que começam com "um português de Aveiro e um brasileiro de Belo Horizonte foram para a praia de Boa Viagem a bordo de um Escort XR3 amarelo, conversível, ano 88, gasolina".

Ou eu estou errado?